Com estrutura precária, Solar dos Airizes, em Campos, gera preocupação

Foto: Supcom

Após receber informação de uma avaria na parede do prédio do Solar dos Airizes, em Campos, uma equipe do Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural do Município de Campos (Coppam) realizou uma visita técnica nesta quinta-feira (18) para avaliar as condições do prédio, que fica localizado na BR-356, na localidade de Martins Lage.

Segundo a presidente do Coppam, o corpo técnico do órgão, que inclui engenheiros e arquitetos e a Defesa Civil Municipal, esteve no local e enviarão relatórios para que sejam avaliadas as medidas adequadas a serem tomadas.

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1940, passou por intervenções do órgão no início dos anos 2000, incluindo entijolamento de algumas janelas, como reforço das paredes, e a troca do telhado, que ameaçava desabar. Com inspiração neoclássica, construído no Século XIX em dois pavimentos com planta em “U”, numa extensão de 45 metros, o solar foi residência do geógrafo, geólogo, pesquisador e escritor campista Alberto Lamego.

Redação
Redação Administrator
O Milênio