Cartão Goitacá: boatos causam transtornos em unidades da Prefeitura de Campos

Boatos sobre o início do cadastramento do programa de transferência de renda, Cartão Goitacá, geraram transtornos em unidades da Prefeitura de Campos. A notícia falsa, que foi divulgada por usuários em redes sociais, fez com que várias pessoas fossem até postos de saúde e outros locais do poder público para fazer o cadastramento, mas elas acabaram tendo que voltar para casa já que o processo ainda não foi iniciado.

Em uma nota oficial, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social informou que não há cadastramento para o programa de transferência de renda, Cartão Goitacá. “Começaram a circular nas redes sociais convocação para visita aos Centros de Referência de Assistência Social. Com a fake news, diversas unidades tiveram grande movimentação”, diz o comunicado. 

O Cartão Goitacá será uma transferência de renda, no valor de R$ 200, às famílias em situação de extrema pobreza e pobreza. A coordenadora de transferência de renda, Marcelia Cardoso, explica que o programa está em fase de implantação e a inclusão das famílias será a partir do acompanhamento familiar e da base de dados do Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal (CadUnico). A concessão do benefício será a partir do parecer técnico dos profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

Redação Administrator
O Milênio

Comentários