Candidatos a prefeito de Campos participam de último debate antes da eleição

Nessa quinta-feira (26), os candidatos também participaram de um debate que foi promovido pela Plena TV

Reprodução transmissão G1

A emissora Inter TV, afiliada da Rede Globo, realizou na noite desta sexta-feira (27) o último debate entre os candidatos que disputam o cargo de prefeito de Campos no próximo domingo (29). O debate foi mediado pelos jornalistas Ana Paula Mendes e Alexandre Kapiche.

Os candidatos Caio Vianna e Wladimir Garotinho falaram sobre os principais temas como por exemplo, saúde, educação e mobilidade urbana. Sobre saúde, ambos afirmaram que irão reformar hospitais como o HGG, por exemplo. Caio lembrou que essa foi uma construção realizada durante o governo do pai dele, Arnaldo Vianna, lamentou que a saúde esteja precária e prometeu resolver essa questão. Wladimir afirmou que a experiência do candidato a vice-prefeito Frederico Paes irá ajuda-lo a solucionar os problemas da saúde em Campos. Frederico, é diretor do Hospital Plantadores de Cana. Em relação a mobilidade urbana, os candidatos concordam que o plano de transporte implantado no governo Rafael Diniz não funcionou bem para a população e pretendem desfazê-lo. A geração de emprego e construção de novas moradias foram outros assuntos abordados. Durante o debate também foram citadas trocas de acusações de ambas as partes e o clima se manteve tenso.

O debate foi divido em três blocos e no último bloco, nas considerações finais, Wladimir falou sobre algumas das medidas que irá adotar caso seja eleito. “Campos tem jeito, basta ter um prefeito comprometido e uma equipe de pessoas qualificadas para colocar a casa em ordem, dar um freio de arrumação, fazer desenvolvimento sustentável, dar oportunidade para as pessoas e fazer justiça social, porque não podemos deixar os nossos irmãos campistas na situação que estão. Hoje, tendo 45 mil famílias abaixo da linha da pobreza”, explicou. Caio também abordou sobre as suas ideias. “Eu me preparei a vida inteira para governar a minha cidade, para fazer o melhor para o povo de Campos . Para ter sensibilidade. Governar com um olhar humano, assim como nosso grupo político sempre fez. Entendo que a gente precisa reorganizar as contas públicas e, por isso, vamos dar um choque de gestão, fazendo uma auditoria em todos os contratos da prefeitura. Eu tenho certeza que ao lado do povo nós vamos conseguir resgatar a nossa cidade”, disse o candidato.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários