Campos aplicou 18 doses da vacina AstraZeneca fora do prazo de validade, diz Ministério da Saúde

Dezoito doses vencidas da vacina Astrazeneca foram aplicadas em Campos, de acordo com dados do Ministério da Saúde. A Secretaria Municipal de Saúde nega que tenha aplicado doses sem validade na população.

Os dados indicam que houve registro de aplicação de vacinas vencidas também nas cidades de Macaé, Bom Jesus do Itabapoana, Italva e Itaocara. As doses foram distribuídas pelos governos federal e estadual, mas as prefeituras são as responsáveis por elaborar o calendário de vacinação e decidir quando irão realizar a imunização.

Procurado pela equipe de reportagem do jornal O Milênio, o governo estadual se posicionou sobre o caso. “A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informa que todos os lotes da vacina Oxford/Astrazeneca enviados aos 92 municípios do estado estavam dentro do prazo de validade.  Os imunizantes contra Covid-19 são adquiridos e enviados pelo Ministério da Saúde aos estados. A SES é responsável pela distribuição das doses do imunizante aos 92 municípios do estado, assim como orientar as secretarias municipais de Saúde. Desta forma, a Secretaria montou uma operação logística, desde o início da disponibilização dos imunizantes pelo MS, permitindo que as vacinas sejam disponibilizadas no menor prazo possível aos municípios por meio de helicópteros e comboios terrestres, escoltados pela Polícia Militar. Assim que as doses chegam à Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, uma equipe de mais de 30 pessoas inicia o trabalho de separação, checagem de temperatura e documentação. Os imunizantes têm as validades e os lotes checados e cadastrados no sistema, assim como uma série de outros parâmetros exigidos por normas jurídicas relacionadas ao setor farmacêutico. A Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (Svaps) reforça que não houve distribuição aos municípios de doses de Oxford/Astrazeneca vencidas. A Svaps está apurando junto às secretarias municipais de Saúde se houve algum erro de registro das doses no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI)”, diz a nota.

As doses vencidas que teriam sido aplicadas em Campos, são pertencentes ao lote 4120Z005. A Prefeitura de Campos emitiu uma nota oficial sobre a situação negando que houve equívoco. “A Secretaria de Saúde esclarece que não há registro de aplicação da vacina Astrazeneca fora da validade no município de Campos dos Goytacazes. O lote 4120Z005 chegou no dia 28 de janeiro, com validade até 14 de abril e foi usado entre os dias 1º e 22 de fevereiro”, diz o comunicado.

O Ministério da Saúde orienta que quem tenha se vacinado com a fabricante AstraZeneca, é importante conferir o lote do imunizante na carteira individual de vacinação. Caso seja pertencente ao grupo após a validade, imunizado deve procurar uma unidade de saúde para orientações e acompanhamento.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários