25 de julho de 2024 00:52
Logo jornal O Milênio

Campos adota novos protocolos para evitar casos de Covid-19 em escolas

A Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) revisaram e atualizaram o Plano Municipal de Retomada das Aulas Presenciais, em Campos. As alterações têm como objetivo evitar novos contágios de Covid-19 nas unidades de ensino.

Nesta quarta-feira (1º) o secretário de Educação, Marcelo Feres, e o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde, Rodrigo Carneiro, realizaram uma reunião on-line com os gestores de creches e escolas da rede municipal de ensino para esclarecer os principais pontos do documento. O Plano de Retomada está disponível no portal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), acessível a todos os gestores escolares e à população em geral (AQUI).

“Nosso objetivo é seguir garantindo a tranquilidade no ambiente escolar, que continua sendo um local seguro contra a Covid. Com as orientações dos professores e demais profissionais da rede, uso de álcool, incentivo do uso de máscara, testagem itinerante em massa, vacinação itinerante nas unidades escolares, além de outras medidas, a Secretaria de Educação está ajudando a combater a proliferação do coronavírus. Não é a primeira vez que fazemos uma atualização do plano. Em abril também revisamos o documento, pois estamos atentos às necessidades das escolas, às regras de vida e às condições epidemiológicas de cada momento”, afirmou o secretário de Educação, Marcelo Feres.

Carneiro reforçou que o objetivo é manter a segurança para todos os alunos e profissionais da educação. “Nós adaptamos o protocolo de retomada para que as escolas possam permanecer abertas, mas redobramos a vigilância e continuaremos atentos a qualquer mudança no comportamento da pandemia. Possíveis novas alterações podem ocorrer caso haja mudança no comportamento da pandemia”, destacou o subsecretário.

A assessora técnica da Seduct, Cátia Mello, lembrou que o Manual é um documento norteador que visa sanar as dúvidas existentes de quem está vivenciando a situação na ponta. “É um documento revisado por profissionais sérios e qualificados que se baseiam no perfil epidemiológico em nosso município. Asseguro que não há motivos para alarde, pois não há situações de surtos. A Seduct e a Saúde estão em constante monitoramento da nossa rede de ensino”.

O Programa Saúde na Escola está garantido todo apoio necessário aos gestores e profissionais do ensino. “Não existe quadro de surto de covid nas escolas. Os pais podem ficar tranquilos, pois estamos acompanhando e monitorando as escolas de perto”, informou o coordenador do programa, João Paulo de Oliveira.

Confiram algumas das mudanças:

A OCORRÊNCIA DE CASO DE COVID-19 DEVERÁ SEGUIR OS TRÂMITES DE NOTIFICAÇÃO E ADOTAR AÇÕES CONFORME AS SEGUINTES SITUAÇÕES:
ALUNO

Na ocorrência de 1(um) caso confirmado de COVID-19, o aluno deverá ser afastado por sete dias. A turma terá sua atividade presencial suspensa por até 3(três) dias letivos*; prazo no qual todos os alunos da turma deverão ser testados.

PROFESSOR/PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO

Na ocorrência de positividade para COVID-19, as turmas em que o profissional atuou nas últimas 24 horas terão suas atividades presenciais suspensas por até 3(três) dias letivos*; prazo no qual todos os alunos da turma deverão ser testados.

QUANDO SUSPENDER AS AULAS PRESENCIAIS NA UNIDADE?

Na ocorrência de diagnóstico de COVID-19 em mais de 30% das turmas da instituição, a unidade deverá ser fechada por 5(cinco) dias corridos.

Na ocorrência de diagnóstico de COVID-19 em 30% do total de profissionais da educação, a unidade deverá ser fechada por 5(cinco) dias corridos

Anterior a reabertura, a unidade deverá passar por processo de Sanitização.

Nos casos de suspensão das atividades na unidade, profissionais e alunos deverão ser testados antes da retomada das aulas presenciais.

plugins premium WordPress