Câmara reprova orçamento, e prefeito de Campos faz duras críticas

O prefeito afirmou que alguns vereadores reprovaram por não gostarem do governo Rafael Diniz

A Câmara de Vereadores de Campos rejeitou a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2020. A prefeitura solicitou à Câmara a possibilidade de remanejo de 30% do valor, mas uma parte dos vereadores entrou com uma emenda que pede o remanejo de apenas 10%.

Agora, o projeto deve ser votado em uma nova sessão extraordinária que será marcada. A votação aconteceu após dois dias de derrotas de Rafael Diniz na Câmara. Ao saber da rejeição, o prefeito Rafael Diniz convocou uma entrevista com a imprensa na tarde desta sexta-feira (20) e fez duras críticas à Câmara. 

“A prefeitura não pode contrair despesa nenhuma a partir do ano de 2020. A gente não pode assumir nenhum tipo de serviço e tampouco realizar esses pagamentos. Campos está com uma situação financeira muito difícil. Considero de uma tremenda irresponsabilidade a votação que aconteceu. Uma coisa é ser contra o prefeito Rafael Diniz, o que é direito de qualquer cidadão, mas não podemos concordar que uma peça técnica que vai ditar as próximas despesas da prefeitura no ano de 2020, não seja entendida de forma técnica e sim, de forma política, para alguns vereadores”, afirmou o prefeito.

Redação
Redação Administrator
O Milênio

Comentários