Caged: mês de junho registra saldo positivo na geração de empregos em Campos

A imagem mostra profissionais do ramo de construção civil #PraCegoVer

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência (MTP), Campos registrou no mês de junho 744 vagas de emprego. O número representa quase o dobro do registrado no mesmo período do ano passado: 366. O segmento que mais gerou empregos foi o de serviços, com 244; seguido de indústria, com 174; construção civil, 163; comércio, 121, e o setor agropecuário com 42. O acumulado de empregos deste ano foi de 3.796 empregos formais gerados, superando todo ano de 2021, quando foram gerados 3.357 empregos. Em um ano e meio, foram 7.153 empregos gerados. 

Desde o ano passado, vem sendo registrado saldo positivo de empregos em Campos com pequena variação entre o final de 2021 e início de 2022. Os dados positivos relacionados a emprego são reflexo das ações desenvolvidas pela gestão do prefeito Wladimir Garotinho. Entre elas, estão a desburocratização para abertura de novas empresas, regularização fiscal, pagamento em dia dos servidores municipais, injetando no início de cada mês mais de R$ 100 milhões, o que acaba gerando e mantendo postos de trabalho, além do ambiente favorável de negócios e as flexibilizações realizadas com a queda dos números de casos de Covid no município, dentro do Plano de Retomada da Economia.

Do acumulado deste ano, o setor que mais gerou emprego foi o de Serviços, com 1.685 postos de trabalho. Em seguida, veio a Indústria com 1.054 e, depois, a Agropecuária com 982 e Construção Civil com 483. “Ficamos felizes em ter estes dados do Caged, do governo federal, que aponta saldo de empregos positivo no nosso município. A gestão do prefeito Wladimir Garotinho está no caminho certo com ações que estão refletindo resultados positivos na geração de emprego e renda. Desde o ano passado, a prefeitura também vem pagando em dia servidores e fornecedores e isso também movimenta a nossa economia”, explica o secretário Felipe Knust.

De janeiro a maio deste ano, Campos gerou 3.012 vagas de emprego com carteira assinada, de acordo com o Caged. Os números de janeiro a maio representam quase a totalidade de 2021, quando foram criadas 3.359 oportunidades de emprego formalizados de janeiro a dezembro. “Além de estarmos com saldo positivo de emprego, também, temos um levantamento da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) que coloca Campos em 7º lugar na abertura de empresas entre os 92 municípios do Estado. Os investidores voltaram a acreditar em Campos e, desde o ano passado, novas empresas estão chegando em Campos. Em 2021, foram 1.439 e, este ano, de janeiro a abril, foram 596. Também temos dados muito positivos em relação às inscrições de Microempreendedores Individuais (MEIs)”, pontuou o secretário. 

Fundecam – Outra importante ferramenta de fomento à economia do município é o Fundo de Desenvolvimento do Município de Campos (Fundecam), oferecendo linhas de financiamento para investidores. Em 2021, o Fundecam fechou o ano com saldo positivo ao liberar crédito de R$ 1,6 milhão para fomento de novos negócios e recuperação de crédito da ordem de R$ 1,4 milhão. O valor inicial para o MEI (Microempreendedor Individual) saltou de R$ 3 mil para R$ 5 mil e para a microempresa saltou de R$ 6 mil para R$ 10 mil. “Por meio deste instrumento tão importante como é o Fundecam muitos investidores conseguem alavancar seus negócios e isso também contribui para a geração de novos empregos”, diz Knust.