Bispo da Diocese de Campos divulga orientações sobre missas sem presença do público

O Bispo da Diocese de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrerìa Paz, divulgou nesta segunda-feira (18) uma orientação para os fiéis sobre as missas sem a presença do público durante o período de lockdown parcial, que proíbe celebrações religiosas presencialmente.

Segundo o comunicado diocesano, a celebração de batizados estão suspensas, salvo aqueles casos de urgência previstos pelo Código de Direito Canônico. “Nós temos que fazer a nossa parte para a preservação da vida. Nós não temos Hospital de Campanha. Lembramos que o Papa Francisco disse no Dia Mundial da Paz, ‘a cultura do cuidado é o caminho para paz’. A Igreja colabora na construção desse caminho ajudando a salvar vidas”, declarou Dom Roberto.

Durante o período de lockdown, a Diocese recomenda aos fiéis que assistam a Santa Missa pelos canais das emissoras de rádio, televisão e pelas transmissões locais promovidas pelas paróquias nas redes sociais. A decisão tem validade de 7 dias, a partir do dia 19 de janeiro, após o período uma nova decisão será divulgada, após consulta aos órgãos sanitários competentes.

Ainda de acordo com o bispo, é dever do cidadão cooperar com as autoridades civis com o objetivo de buscar o bem comum; além da gravidade da situação. “Nós emitimos um comunicado, fizemos a nossa parte. O que justifica esse decreto do prefeito é que as UTI’s estão cheias. Portanto, nestes 7 dias a Igreja vai ter apenas missas com a presença dos sacerdotes. Entretanto, as paróquias deverão ficar abertas para que os fiéis que desejam fazer uma oração individual possam fazer com o devido distanciamento e higienização”, afirmou o bispo.

  • COMUNICADO MISSAS SEM O POVO
    Considerando o Decreto da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, publicado em edição suplementar neste dia 18 de janeiro de 2021, onde se atualizam mais medidas restritivas de enfrentamento da propagação da Covid-19;
    Considerando o nosso dever cidadão de cooperar com as autoridades civis no tocante ao bem comum; Considerando a orientação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro,
    Considerando a gravidade da hora presente, com uma situação inusitada, cujas consequências para a vida das pessoas ainda não somos capazes de dimensionar;
    Disponho, a partir do dia 19 de janeiro de 2021, por um prazo de 7 dias para todas as Paróquias, Quase-paróquias e Reitorias da cidade de Campos, as seguintes determinações:

  1. A celebração da Santa Missa sem a assistência do povo;
  2. Os presbíteros, ao celebrarem diariamente a Eucaristia, de forma privada, tenham presentes às intenções do povo e a súplica pela superação da pandemia;
  3. As Igrejas fiquem abertas, nos horários habituais, para permitir a oração individual dos fiéis que desejarem, guardando sempre a devida distância uns dos outros;
  4. A celebração de batizados estão suspensas, salvo aqueles casos de urgência previstos pelo Código de Direito Canônico;

Redação
Redação Administrator
O Milênio