Após tumulto, vereadores de Campos rejeitam cinco projetos de contingenciamento do prefeito

Membros de partidos políticos se desentenderam no plenário e houve tumulto

A sessão na Câmara de Vereadores de Campos desta terça-feira (17) foi marcada por confusões. Membros de partidos políticos se desentenderam no plenário e houve tumulto, mas ninguém ficou ferido. A sessão também contou com a rejeição dos vereadores contra cinco projetos do pacote de contingenciamento enviados pelo prefeito Rafael Diniz.

A sessão durou mais de cinco horas. Após enviar o pacote de contingenciamento, Rafael afirmou que o projeto teria que ser aprovado com urgência já que se tratava de uma contenção de despesas e de aumento de receitas com oito projetos que atingem, principalmente, os hospitais filantrópicos e servidores da Saúde, o que gerou incômodo e satisfação para os diretores das unidades e também para os políticos.

Servidores públicos também marcaram presença na Câmara e cobraram por melhores condições de trabalho e por aumentos salariais. Na próxima sexta-feira (20), os vereadores marcaram uma sessão extraordinária para analisar a Lei Orçamentária Anual de 2020.

Redação Administrator
O Milênio

Comentários