Após nova reunião, prefeitura autoriza reabertura dos estacionamentos rotativos em Campos

A prefeitura ainda considera que a situação é crítica e afirma que não liberará a reabertura dos demais estabelecimentos neste momento

Foto: Arquivo

Depois de se reunir com entidades comerciais de Campos, o prefeito Rafael Diniz autorizou a reabertura dos estacionamentos rotativos a partir da próxima segunda-feira (22). No encontro com os representantes do comércio, foram debatidas possíveis formas de flexibilizar as atividades presenciais dos estabelecimentos.

Uma das propostas levantadas pela equipe técnica da Prefeitura, responsável pela elaboração do plano, é a testagem em massa de comerciários para Covid-19. Segundo o prefeito, a situação de Campos ainda é crítica; por isso é importante encontrar uma equação que permita preservar a vidas das pessoas e, ao mesmo tempo, implementar medidas que ajudem na retomada no comércio.

Reunião entre a prefeitura e as entidades comerciais – Foto: Supcom

– Estamos travando uma briga diária para ampliar os números de leitos de UTI para Covid-19 em nossa cidade.  O Governo do Estado não conseguiu montar o Hospital de Campanha, que ajudaria muito neste momento; por isso, estamos tentando por conta própria ampliar o número de leitos para que a população não fique sem atendimento. O tempo todo, tenho dito que precisamos tomar medidas responsáveis. Acredito que tivemos uma boa conversa com os comerciantes. Eles entendem o nosso momento e estamos aqui para poder viabilizar as propostas de consenso – disse Rafael Diniz.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL), José Francisco Rodrigues, considerou positiva a reunião. “Eu acho que conseguimos avançar, porque o prefeito está sensível a nossa causa. O comércio precisa de apoio, mas ao mesmo tempo temos que pensar na população. É muito importante ter este equilíbrio”, disse.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), Leonardo Abreu, é preciso discutir a flexibilização do comércio com cautela. “A gente está num crescimento de casos de Covid muito elevado, mas ao mesmo tempo precisa deslanchar a economia da cidade. Eu vejo a dificuldade do poder público, e a gente está discutindo com muita seriedade”, afirmou.

Redação
Redação Administrator
O Milênio