Após inquérito, maternidade da Beneficência Portuguesa, em Campos, será reaberta

O Ministério Público informou que a prefeitura terá que ceder sete obstetras durante um mês para a Beneficência

A maternidade é um dos setores mais importantes das unidades hospitalares - Foto: Imagem meramente ilustrativa

Após ter suspendido todas as atividades na maternidade, o Hospital Beneficência, em Campos, irá reabrir o setor no próximo dia 18. Por causa da falta de pagamento de verbas municipais, a unidade tinha dificuldade para pagar salários dos funcionários que se negaram a continuar trabalhando na maternidade, sendo que outros profissionais estavam afastados por fazerem parte do grupo de risco.

De acordo com a diretoria do hospital, a decisão do retorno aconteceu em uma audiência realizada nessa sexta-feira (8) após um inquérito feito pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), que obrigou o município a dar suporte para a unidade com o objetivo de manter as atividades normalmente. A definição aponta que a prefeitura irá ceder sete obstetras para ficarem de plantão durante 30 dias na Beneficência.

As atividades na maternidade do hospital foram suspensas no último dia 1º, e desde então, o Hospital Plantadores de Cana (HPC), que era a única maternidade com convênio público, ficou sobrecarregado, o que trouxe preocupação para o MPRJ.

Redação
Redação Administrator
O Milênio