Sob forte comoção, corpos de vigilante e neto são enterrados em Campos

A mulher, que foi baleada no mesmo caso, segue internada no Hospital Ferreira Machado (HFM).

Foto: O Milênio/Arquivo pessoal

Em um clima marcado por tristeza e lamentações, os corpos do vigilante Elcilenio Pinheiro da Fonte, de 38 anos, e do neto dele, Luis Gabriel da Fonte, de 5, foram enterrados na tarde desta quinta-feira (7) em um cemitério de Campos. Os dois foram assassinados com vários tiros nesta madrugada, no Parque Nova Canaã.

Cerca de 100 pessoas compareceram ao enterro. Parentes e amigos da família realizaram homenagens com cartazes e flores. Algumas pessoas que estavam presentes no sepultamento, fizeram correntes e orações pedindo pelo fim da violência. A esposa de Elcilenio, que também foi atingida por tiros, segue internada no Hospital Ferreira Machado (HFM) em estado estável.

A Polícia Civil informou que um dos três suspeitos foi preso. Os bandidos – que invadiram a casa da família – estavam encapuzados, o que dificulta o trabalho de identificação. Ainda segundo a polícia, a suspeita é que o caso esteja ligado diretamente com um homicídio que aconteceu na última segunda-feira (4) na localidade de Pernambuca.

O crime segue em investigação na 146ª Delegacia de Polícia (Guarus).