Ovelha que nasceu com duas cabeças em Cambuci é congelada para realização de estudos

A ovelha foi rejeitada pela própria mãe e morreu horas depois do nascimento.

Foto: Leitor

Após a morte da ovelha que nasceu com duas cabeças em Cambuci, os proprietários congelaram o animal para levá-lo para um laboratório com o objetivo de que ele seja estudado por cientistas que buscarão entender melhor quais são as chances de um bicho nascer com duas cabeças e como ele se sente a partir desse nascimento, que é considerado algo incomum.

A ovelha morreu horas depois de ter nascido. Ela foi rejeitada pela mãe que a estranhou e deu prioridade para um outro filhote. Após não ter conseguido se alimentar através da mãe, a ovelha foi alimentada pelos donos da propriedade, mas não resistiu e morreu. O caso aconteceu na última quinta-feira (16) na localidade de Cruzeiro.

Lara Cândido, uma das donas da propriedade, conversou com a equipe do jornal O Milênio e explicou como aconteceu. “Ficamos tristes por causa da morte da ovelhinha. Fizemos todo o possível para que ela sobrevivesse, mas não resistiu. Deixamos ela guardada e congelada, a pedido de alguns estudiosos que irão fazer testes com o animal”, afirmou.