Justiça do RJ manda soltar ex-governadores Garotinho e Rosinha

O casal recebeu liberdade um dia depois da prisão.

Os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, presos nessa terça-feira (3), serão soltos após uma decisão do plantão judiciário no início da manhã desta quarta-feira (4). A liberdade foi concedida pelo desembargador Siro Darlan que atendeu um pedido da defesa.

O casal irá responder o processo em liberdade. De acordo com o desembargador, a defesa destacou que falta embasamento para que se justifique a decisão de manter os políticos presos. “Não se nega, na espécie, a gravidade das condutas imputadas ao paciente. Nada obstante, por mais graves e reprováveis que sejam as condutas supostamente perpetradas, isso não justifica, por si só, a decretação da prisão cautelar”, destaca um trecho da decisão.

Os ex-governadores foram presos por suspeita de participarem de um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht. O prejuízo aos cofres públicos pode chegar a R$ 60 milhões, segundo delações prestadas à força-tarefa da Lava Jato.

O casal, que foi levado para um presídio de Benfica, já saiu da penitenciária. Ainda segundo o plantão judiciário, os dois não podem entrar em contato com outros réus ou testemunhas do caso e não podem sair do país sem autorização judicial, sendo obrigados a entregar os passaportes nos próximos cinco dias.