Com epidemia, Miracema decreta estado de emergência

O poder municipal pede auxílio dos governos estadual e federal.

Foto: Divulgação

A cidade de Miracema, no Noroeste Fluminense, decretou estado de emergência por causa do aumento dos casos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. As autoridades de saúde estão preocupadas com o alto índice e pede ajuda dos moradores para diminuir essa taxa.

Um gabinete de crise foi instalado, com a coordenação do vice–prefeito Gilson Sales. De acordo com a prefeitura, o decreto não possibilita que haja qualquer tipo de compra emergencial sem licitação. O poder municipal pede auxílio também dos governos estadual e federal. A ideia é conseguir repelentes e outros objetos para que sejam repassados para a população.

Miracema tem cerca de 26 mil habitantes.